Perfil Profissional após Quarentena

5 minutos para ler

O que as empresas esperam?

Por Maria Thereza Bond*

Muitos estão me perguntando como será o perfil dos profissionais depois da quarentena. O que as empresas esperam? Do que elas necessitam? Como podemos nos preparar enquanto isso?

Bem, não podemos saber ao certo, mas de uma coisa eu sei: os melhores profissionais serão aquelas pessoas que foram mais resilientes à quarentena, ou seja, conseguiram “fazer do limão uma limonada”. Aproveitaram a quarentena para se atualizar e se reinventar sem ficar choramingando pelos cantos.

Pense: se a pessoa conseguiu se desenvolver, ser criativo em tempos de crise, é mais provável que saiba como enfrentar os novos problemas que poderão surgir na empresa.

Outro aspecto importante é a gestão das emoções no perfil psicológico dos novos profissionais: a gente não consegue controlar as emoções, mas devemos conseguir controlar nosso comportamento advindo das emoções. Isso é essencial para ser um profissional adequado ao ambiente de trabalho e às demandas que ele proporciona, afinal, ninguém quer trabalhar com alguém descontrolado, não é mesmo?

Acredito que a Inteligência Emocional seja um dos principais aspectos a serem levados em conta, tanto nas futuras contratações como nas próximas avaliações de desempenho.

Por isso, vai aí uma dica: leia sobre Inteligência Emocional, entenda sobre o assunto e a pratique, sempre, infinitamente. Com certeza você só terá ganhos na sua vida profissional e pessoal.

COMO LIDAR COM A ANSIEDADE DURANTE A QUARENTENA?

É perfeitamente normal que sintamos ansiedade durante a quarentena, pois estamos em uma situação totalmente nova, nos privando, muitas vezes, de hábitos já conhecidos como dar uma voltinha com o cachorro ou receber visitas nos finais de semana… Mas, os fatores que mais geram ansiedade é o fato de não sabermos até quando teremos que abrir mão disso e como podemos criar novos hábitos com o cenário que temos hoje (esse é o grande segredo para você ficar bem).

A ansiedade nada mais é que uma preocupação com o futuro, assim como a depressão é um retorno ao passado. Talvez você não se dê conta disso, e pode dizer: eu não estou pensando no futuro! Mas, de alguma forma existe uma preocupação com o amanhã, com o que irá acontecer com o mundo, com as pessoas que conhece, ou o que irá restar para você de opções de lazer ou mesmo de trabalho.

Então a dica que podemos lhes dar é: foque no momento de agora. Agradeça seu momento. Olhe ao seu redor e enxergue onde você está (com certeza muito melhor do que muitas outras pessoas). Pense que você consegue manter o controle da sua mente se você treinar sua atenção com o coração aberto, ou seja: “estou aqui limpando minha casa, é isso que importa agora, vou fazer com capricho e amor, porque é isso que tenho que fazer agora”.

Simples assim: aceite seu dia de hoje, o momento em que estamos passando. E em um segundo momento, faça um bom planejamento do que poderá fazer após esta crise de pandemia. Mas saiba que é só para depois.

A paciência é uma grande virtude e irá deixar você mentalmente muito mais saudável.

Tudo tem seu tempo e, com certeza, temos que aproveitar esses dias para aprender, aprender e aprender – e lembrar que tempo, não necessariamente significa dinheiro, como diz o chavão capitalista. Eu acredito muito mais em “tempo é vida. E vida é tempo de aprender”.

COMO APROVEITAR A QUARENTENA E MELHORAR SUA CARREIRA PROFISSIONAL!

Não é porque estamos sem sair de casa que a nossa vida deve parar, muito pelo contrário! Vamos aproveitar este momento para nos desenvolvermos como pessoa e como profissional, veja algumas dicas para isto acontecer:

1ª – Faça uma análise de toda a sua carreira profissional, mas seja sincero(a). Veja onde acertou, onde errou, o que gostou e o que não gostou de fazer. Isto servirá para que você conheça melhor suas aptidões e seus pontos fracos e fortes.

2ª – Agora exclua o que você não deseja mais repetir (tipos de empresa ou de trabalho que não quer mais para você, por exemplo) e foque no que realmente te dá prazer, que faz brilhar seus olhos quando pensa.

3ª – Faça uma autoanálise para saber o que precisa fazer para melhorar suas competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) para que você possa ser competitivo no mercado e ao mesmo tempo conseguir fazer apenas o que gosta.

4ª – Faça um planejamento, como se fosse uma escada, onde cada degrau é um desafio que precisa vencer para chegar onde quer. Mas lembre-se: cada degrau deve ter uma meta, um custo e um tempo para ser alcançado.

5ª – Aproveite oportunidades virtuais, que agora, mais do que nunca, estão sendo oferecidas para todos nós e se aprimore, tanto como pessoa (melhorando suas atitudes) como profissional (melhorando seus conhecimentos técnicos) e comece a subir os degraus do seu planejamento.

6ª – Separe em “o que dá para fazer agora” e “o que só dá para fazer depois da quarentena”, para que não fique ansioso(a). Tudo a seu tempo.

Diante destas dicas, você não tem mais desculpas em dizer que não tem nada para fazer nestes dias de isolamento ou afastamento social.

Bom trabalho!

*Maria Thereza Bond é coordenadora do Núcleo de Empregabilidade da Inspirar e do MBA de Desenvolvimento Humano e  Organizacional.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.