Ciências Forenses

3 minutos para ler

O C.S.I da Vida Real

Com certeza você já ouviu falar sobre Ciência Forense: séries de televisão e filmes sempre tratam do assunto. Mas será que você sabe realmente qual é a função de um cientista forense?

A palavra Forense é originária do latim e significa “respeitante ao fórum judicial” e quer dizer: aquele que ajuda os tribunais a cumprir a missão de fazer justiça através da verdade e do que se pode comprovar, ou seja, o objetivo dessa área é dar suporte às investigações relativas à justiça civil e criminal, onde o foco principal é confirmar a autoria ou descartar o envolvimento de suspeitos.

Sendo assim, a Ciência Forense deve ser compreendida como o estudo de todos os conhecimentos científicos e técnicas que são utilizadas para desvendar crimes. As Ciências Forenses são consideradas interdisciplinares pois interligam diferentes áreas do conhecimento como: Criminologia, Patologia, Psicologia, Entomologia, Antropologia e Odontologia. E pode ser classificada como uma conexão entre Ciência e Direito. Sendo que o elo que une essas áreas é a perícia com a investigação científica dentro de um processo forense.

Cientista Forense

O cientista forense fornece informações que são fundamentais para a investigação criminal e para os tribunais. O trabalho que esse profissional desenvolve direciona-se ao reconhecimento, identificação, individualização e avaliação de vestígios em procedimentos legais, aplicando as ciências exatas e naturais.

3 grupos principais

Os cientistas forenses podem ser divididos em três grupos principais:

Patologistas forenses: examinadores, médicos e outros profissionais que supervisionam autópsias e exames forenses clínicos.

Cientistas forenses: incluem profissionais que trabalham em laboratórios forenses, policiais ou privados e são responsáveis por lidar com testes e análises específicas, como toxicologia, balística e vestígios.

Cientistas associados: cientistas que emprestam seus conhecimentos à ciência forense, como odontologistas, botânicos, antropólogos. Esses profissionais aplicam seus conhecimentos no campo da ciência forense para fornecer aos pesquisadores informações cruciais sobre tudo, desde marcas de mordida até infestação de insetos no corpo pós-morte.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as ciências forenses que tal fazer um curso na área?

A Faculdade Inspirar é o lugar certo para você, pois oferece um curso de Pós-Graduação em Ciências Forenses. O curso está estruturado a partir das exigências da atual legislação de ensino vigente no país, procurando fornecer aos profissionais instrumentos teórico-práticos para assessoria e auxílio técnico a partir de um embasamento geral de diversas áreas acadêmicas, contribuindo para aplicá-la na elucidação de crimes.

“A atualização do profissional em ciências forenses resulta na admissão de novos compromissos com a qualidade da prova materia. Razões que deram origem à criação do programa: carências a serem supridas na área da intervenção profissional e contribuição para o desenvolvimento nacional, regional ou local, sob o ponto de vista econômico e social”, afirma o coordenador do curso – Hemerson Bertassoni Alves.

O cronograma das aulas possibilita aos futuros profissionais conhecerem as leis que regem as ciências forenses, aprendem a elaborar perícias, laudos e pareceres e a realizar diversas outras atividades que são exigidas pelo mercado de trabalho da área.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.