Networking na área da saúde: entenda a importância e saiba como fazer

6 minutos para ler

Para impulsionar a carreira, é necessário unir diferentes práticas. Uma delas é saber como fazer networking. Você já ouviu falar sobre esse termo? Ele diz respeito à rede de relacionamentos cultivada e valorizada entre profissionais com interesses em comum.

Na área da saúde, essa é uma realidade constantemente aplicada, já que pode trazer numerosos benefícios: desde oportunidades de parceria até maior credibilidade no ramo de atuação.

Para quem ainda não entende muito bem como isso funciona, pode ser difícil cultivar uma boa rede de contatos. Pensando nisso, falaremos neste artigo sobre a importância desse processo e daremos 6 dicas para que você saiba como implementá-lo no seu dia a dia. Confira!

A importância de se fazer networking na área da saúde

Devido à alta competitividade no mercado de trabalho, inclusive na área da saúde, unir práticas que destaquem a sua atuação em meio às outras é fundamental para conquistar sucesso na profissão.

Por isso, o networking está se tornando ainda mais importante, permitindo, por exemplo, que seja estabelecida uma parceria. Isso é capaz de fornecer a você maior credibilidade, o que pode ajudar a conseguir mais pacientes.

Outro benefício do networking é possibilitar que os parceiros indiquem oportunidades na área, podendo contribuir para que você aprimore o atendimento e, consequentemente, o tratamento destinado a quem está sendo cuidado.

Como fazer um bom networking

Como vimos, o networking pode auxiliar você a conseguir novas oportunidades no ramo de atuação. No entanto, é preciso tomar alguns cuidados para não afastar bons contatos ou perder tempo atraindo pessoas que não vão contribuir para o seu crescimento.

Nesse contexto, é fundamental saber como construir uma boa rede de contatos. Confira, a seguir, 6 dicas que você pode adotar para conquistar esse objetivo!

1. Esteja presente nos principais eventos da área

É fundamental frequentar eventos que estejam relacionados à sua profissão. Nesses lugares costumam estar reunidos diversos profissionais com interesses semelhantes, então essa é uma ótima oportunidade para fazer contatos.

Durante o coffee break, experimente abordar as pessoas para criar a sua rede de contatos. Geralmente, esse é o momento ideal para iniciar um diálogo, já que os profissionais estão mais descontraídos e abertos à interação.

2. Pratique as suas abordagens

Na hora de iniciar uma conversa durante os eventos, por exemplo, é importante saber equilibrar e utilizar a simpatia e atenção na dose certa, para que você não fique parecendo um bajulador.

Prefira apostar em uma abordagem mais natural, ainda que você esteja nervoso — nesse caso, tenha cuidado para não deixar que o nervosismo passe uma imagem negativa para a pessoa do outro lado.

Além disso, durante a interação, lembre-se de que é necessário mostrar que você tem uma moeda de troca, ou seja, tem algo a oferecer ao outro.

3. Utilize a internet a seu favor

As redes sociais, em especial o LinkedIn, são ferramentas bastante úteis para quem deseja ampliar a rede de contatos e compartilhar os projetos. O WhatsApp e o Facebook são outras plataformas que podem ajudar nesse sentido.

Um ponto importante é: ainda que a comunicação seja feita por meio virtual, a linguagem utilizada deve ser adequada. Portanto, use o bom senso e evite informalidades.

Ao produzir conteúdo ou fazer novos contatos, não escreva mensagens sem propósito e que possam causar desvios de conduta. Isso pode arruinar a construção do networking ideal.

4. Tenha contatos de qualidade

Se você pensa que a quantidade se sobrepõe à qualidade quando o assunto é networking, saiba que essa é uma ideia equivocada. Afinal, se a sua rede tem vários contatos, mas nenhum deles oferece algo de valor a você e vice-versa, está na hora de revê-la.

O networking é útil para que os profissionais se ajudem mutuamente, proporcionando melhores resultados para ambos. Então, é preciso que, de alguma forma, esses contatos possam contribuir para o seu trabalho.

Além disso, com contatos de qualidade, você consegue evitar parcerias que possam trazer prejuízos e colocar em risco o desenvolvimento da sua imagem profissional no mercado de trabalho.

5. Tenha interesse genuíno

Já conheceu uma pessoa que só procurava você quando tinha algum interesse? Caso a resposta seja afirmativa, provavelmente você sabe como isso pode ser desconfortável. Pensando nisso, evite agir da mesma forma com os seus contatos profissionais.

Procure saber das novidades dessas pessoas sem ter uma motivação profissional com isso, parabenize promoções ou projetos novos e conecte-se frequentemente com elas. Você pode, por exemplo, marcar um café ou mandar uma mensagem pelas redes sociais para conversar com esses contatos sobre assuntos cotidianos que vão além do trabalho.

Além disso, coloque-se como uma pessoa generosa, disponível para oferecer auxílio sempre que for necessário. Tenha interesse genuíno na sua rede de contatos e não a utilize somente quando precisar de alguma ajuda ou dica profissional.

6. Continue se capacitando

Buscar capacitações além da graduação não só promove maior bagagem profissional, já que você opta por continuar os estudos, como também possibilita novas oportunidades de conhecer outros profissionais da área. Geralmente, o ambiente da pós-graduação conta com pessoas mais experientes e dispostas a trocar conhecimentos.

Assim, você consegue estabelecer contato com pessoas no mesmo nível de formação em que está, o que promove um enriquecimento profissional. Com isso, a relação se torna mutuamente produtiva.

Para fazer contatos nesse contexto, é importante participar das aulas, ir aos eventos da instituição e saber lidar com pessoas de diferentes personalidades. Além disso, não se esqueça de que esse processo é semelhante ao que você passou quando conheceu os seus amigos: não precisa levá-lo tão a sério, tornando-o muito rígido, ou se sobrecarregar com pressão emocional para conseguir contatos.

Ao seguir esses passos, é possível construir uma rede de contatos profissionais com uma base sólida e que se ajude constantemente. Agora que você já sabe como fazer networking, tenha em mente a importância de cultivar essa prática diariamente.

Se este conteúdo ajudou você a entender melhor o assunto, curta a nossa página no Facebook, acompanhe as publicações e se mantenha atualizado sobre outros temas da área!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.