Como montar uma clínica de fisioterapia? Veja esses 7 passos!

6 minutos para ler

Você é fisioterapeuta e sonha em abrir o próprio negócio? Então é importante saber como montar uma clínica de fisioterapia — mas saiba que essa é uma tarefa burocrática e exige bastante paciência!

Além de ter um conhecimento avançado sobre gestão de empresas, como a estrutura e o pessoal, é importante seguir algumas exigências do governo para que a sua empresa possa funcionar de forma legalizada.

Mas não desanime – conquistar esse sonho é totalmente possível, basta planejamento e dedicação. Para ajudar você nesse caminho, elaboramos um guia com 7 passos para você saber como montar uma clínica de fisioterapia. Acompanhe!

1. Estudar o mercado

A primeira etapa do planejamento de uma clínica de fisioterapia é conhecer o mercado regional. Isso significa descobrir quais são os seus concorrentes e os serviços que eles oferecem, verificando quais são as demandas e os potenciais clientes para o seu negócio.

Como a internet pode ser uma importante aliada nessa hora, não deixe de utilizá-la para buscar essas informações. Se possível, entre em contato com outros profissionais que atuam na região, inclusive em hospitais, e descubra quais são as principais necessidades dos pacientes.

Isso pode ajudar você a definir qual será o diferencial da sua empresa, buscando entender as tendências na fisioterapia e elaborando os serviços que deseja oferecer — o que possibilita, inclusive, que ela tenha um foco específico na área.

2. Atentar-se à legislação

Para abrir e manter a sua clínica existem diversas exigências legais que devem ser cumpridas. Dessa forma, a etapa burocrática é fundamental para que o seu negócio funcione na legalidade, então não negligencie a sua importância.

É necessário lembrar que você precisa ser um fisioterapeuta para montar a sua empresa, então deve ter registro no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO). Além disso, existem alguns documentos que precisam ser emitidos, como:

  • CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas);
  • inscrição estadual ou federal;
  • alvará de licença e registro na Secretaria Municipal de Fazenda;
  • Cadastro Municipal de Vigilância Sanitária (CMVC);
  • autorização do Corpo de Bombeiros e alvará de segurança;
  • matrícula no INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social).

3. Definir onde será o estabelecimento

A escolha da localização da clínica precisa ter como base uma pesquisa minuciosa, visando os resultados que você deseja alcançar. Dessa forma, precisam ser levados em conta alguns aspectos, como o lugar em que o público-alvo está e a visibilidade do espaço.

Lembre-se, também, que a região precisa ser de fácil acesso para as pessoas — tanto por meio de transporte público quanto por veículo próprio — segura e, se possível, com estacionamento.

Depois de elaborar a pesquisa, o próximo passo é verificar na prefeitura ou administração local se o lugar escolhido permite o funcionamento de atividades fisioterápicas.

4. Elencar os serviços prestados

Como a área de fisioterapia é bem abrangente — incluindo, por exemplo, a parte clínica ou o ramo de estética e beleza —, você precisa definir qual ramo vai oferecer na sua empresa.

Na hora de fazer essa escolha, é importante analisar as suas preferências, experiências e especializações. Além disso, devem entrar como critérios a demanda do mercado e o público-alvo que se deseja atingir.

Nesse caso, podem ser escolhidas, por exemplo, pessoas com alto poder aquisitivo, jovens, idosos, homens ou mulheres. Com um tipo de cliente específico, é mais fácil se destacar na área.

5. Analisar se o projeto é viável financeiramente

Não adianta saber como montar uma clínica de fisioterapia sem ter investimento financeiro suficiente para ela, não é mesmo? Dessa forma, é importante avaliar se, no momento, você tem condição de investir em um negócio.

De acordo com o Sebrae, o investimento inicial em uma clínica de fisioterapia de pequeno a médio porte pode variar de R$ 60 mil a R$ 200 mil. O valor depende de diversos fatores, como o público-alvo, as especialidades e o tamanho do negócio.

Ao definir o que você deseja oferecer, é possível estipular o custo inicial a ser despendido. Caso você ainda não tenha o valor necessário, faça um planejamento financeiro para depois iniciar essa jornada.

6. Estruturar o ambiente

Para montar qualquer negócio, a estruturação do ambiente é uma etapa que precisa ser feita e pensada com bastante dedicação. O sucesso da sua empresa depende disso, já que nenhum cliente ficará satisfeito ao ser atendido em um local que não tenha uma sala de espera bonita e confortável.

Por isso, o Sebrae estipula que uma clínica de fisioterapia precisa ter diversos espaços, como:

  • recepção e sala de espera;
  • sanitários com adaptação para pessoas portadoras de deficiências físicas;
  • setor pediátrico;
  • setor cardiorrespiratório;
  • setor de hidroterapia;
  • setor de massoterapia;
  • consultórios para avaliações terapêuticas;
  • escritório/setor administrativo;
  • depósito.

Além disso, todo o ambiente precisa ser climatizado, bem iluminado, com móveis confortáveis e paredes de pintura acolhedora. Os clientes precisam sentir-se à vontade na clínica, então a decoração é uma parte fundamental da estrutura.

7. Planejar a gestão

Depois de definir o público-alvo, o estabelecimento, organizar a estrutura local, selecionar a equipe e estar em dia com as obrigações legais, chegou a hora de planejar como será feita a gestão.

Essa é a parte mais relevante para o sucesso do seu negócio. Uma gestão verdadeiramente eficiente deve levar em conta a administração dos colaboradores, o controle das finanças e da contabilidade, a qualidade dos serviços oferecidos e a eficácia das atividades.

Além disso, é importante considerar a divulgação, contratando um profissional que realize o marketing para a criação do site da empresa, incluindo também páginas nas mídias sociais para atrair as pessoas.

Não se esqueça de focar na satisfação dos clientes, que são a razão do seu negócio existir e prosperar. Pense que todas as suas ações precisam estar focadas em oferecer o melhor a eles.

Saber como montar uma clínica de fisioterapia é simples: basta seguir esses 7 importantes passos. No entanto, é preciso que, antes, você tenha um conhecimento mais aprofundado de como gerir um negócio. Fazer uma especialização nessa área pode ser uma boa opção.

Gostou de saber um pouco mais sobre o assunto? Então compartilhe este post nas redes sociais para que mais pessoas saibam dessas informações!

specialização em FisioterapiaPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.