Desenvolvimento de startups

3 minutos para ler

A trilha para se pensar em um novo negócio

Startup é definida como um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios que possa virar uma franquia e que cresça de maneira rápida. Além desses requisitos, as startups sempre foram sinônimo de uma nova empresa em funcionamento. No entanto uma startup necessita de inovação para não ser considerada uma empresa de modelo tradicional.

E, apesar da inovação, vale ressaltar que é um erro comum dizer que as startups são somente empresas de internet. A maioria dos empreendedores escolhe esta opção por ser um meio mais barato e de fácil propagação, mas elas vão além disso.

Pensando nessa nova era e antenada com as tendências do mercado, a Faculdade Inspirar possuí um curso de extensão na área de Startups. O conteúdo das aulas reúne uma coletânea dos maiores sucessos de gestão estratégica, inovação, ciências do comportamento e design. É importante mencionar que os conteúdos serão explicados em um passo a passo que pode ser usado por qualquer equipe de trabalho.

E trata do método mais inovador existente no mercado até o momento: o “Sprint”, que se adequa para equipes de todos os tamanhos, desde pequenas startups até os maiores conglomerados, e pode ser aplicado por qualquer um que tenha uma grande oportunidade, problema ou ideia e precise começar a trabalhar na situação.

O “Sprint” foi desenvolvido e anunciado pela Google Ventures – um ramo do Google criado em 2009, o qual atua de forma independente e procura acelerar empresas que possam ter futuro em diversas áreas tais como: Internet, software, hardware, biotecnologia e cuidados de saúde, por exemplo.

Esta estratégia pode ser aplicada dentro do ambiente corporativo com o objetivo de promover melhorias nos processos internos das empresas resultando no aperfeiçoamento de produtos e serviços. A Google Ventures já investiu em cerca de 300 empresas de diversos tipos de atuações, entre elas, uma das startups que mais tem causado impacto no mercado mundial nos últimos tempos: a Uber.

O Design do Sprint oferece um atalho de aprendizado, onde é possível elaborar e testar praticamente qualquer ideia em apenas 40 horas de aula, sem precisar construir e lançar o produto propriamente dito. O que vai de encontro com uma das premissas do Lean Startup, que consiste em testar hipóteses rapidamente e acelerar o aprendizado.

Os diferenciais do curso, segundo o seu coordenador Marcelo Vianello, é a exposição sobre as melhores práticas em gestão de projetos, definição de negócio e aplicação de modelo de negócios. “Conceituamos o método Sprint e detalhamos cada fase dele para elaboração de um projeto em apenas cinco dias. Além de destacar e materializar a ideia de um produto ou serviço e testar com usuários reais para validar a ideia do projeto, antes que o mesmo seja lançado no mercado”, informa Vianello.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.