Fatos e Curiosidades da Fisioterapia

2 minutos para ler

A Fisioterapia nada mais é do que um conhecimento do campo da Saúde que pesquisa, trata e previne os distúrbios cinéticos funcionais intercorrentes em órgãos e sistemas do corpo humano, gerados por alterações genéticas, por traumas ou por enfermidades contraídas. Suas ações são baseadas em mecanismos terapêuticos próprios, sistematizados pelos estudos da Biologia, ciências morfológicas, ciências fisiológicas, patologias, bioquímica, biofísica, entre outras áreas que estudam os órgãos e os sistemas do corpo humano além de disciplinas comportamentais e sociais.

A profissão em si carrega uma narrativa de lutas e conquistas para conseguir reconhecimento. Ela foi regulamentada oficialmente no Brasil através do Decreto-Lei nº938, de 13 de outubro de 1969. O então presidente da república Costa e Silva havia sofrido um AVC (Acidente Vascular Cerebral), sensibilizando os militares a respeito da qualidade do tratamento oferecido ao presidente.

Já em 1975, o Presidente Ernesto Geisel, institui o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) assim como o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito), que desde então passam a fiscalizar e administrar o exercício da profissão.

Pelo Serviço Público o reconhecimento da identidade profissional só ocorreu em 1994, através do Decreto n°90.640, onde confere ao profissional fisioterapeuta o direito de aferir, dirigir, receitar e coordenar a fisioterapia na saúde pública em geral.

Esta é uma profissão de extrema importância para a Saúde Pública e privada, visto que cabe a estes profissionais cuidar e zelar pelo cuidado de pacientes que precisam de atendimento para alcançar a comodidade desejada, de modo que o profissional Fisioterapeuta, junto com a sua paciência e cordialidade, acaba que ajudando muitos pacientes a superarem barreiras e enfrentar sérios problemas para poder seguir em frente com a vida. Por isso, algumas qualidades são importantes para estes profissionais, como o autocontrole, sensibilidade tátil, equilíbrio emocional, entre outras características importantes, visto que é uma profissão que se lida diretamente com pessoas.

Fonte: COFFITO

Posts relacionados