Fisioterapia Ocular

2 minutos para ler

Entenda como a área auxilia nos problemas oculares

A fisioterapia ocular previne, trata e reabilita os distúrbios da visão sensorial e motora através de treino e exercícios nos músculos extraoculares, a fim de corrigir distúrbios no olho e promover a recuperação da funcionalidade visual e o posicionamento dos eixos oculares que provocam desconforto nas atividades de vida diária – tanto na visão de perto quanto para longe – causando sintomas como: dores de cabeça, desconforto para realizar leitura, dupla imagem, tensões cervicais, torcicolos, desequilíbrio postural, bem como baixa visual em crianças até o final da primeira infância.

Veja quais são as indicações mais frequentes para Fisioterapia Ocular:

· Acidente vascular encefálico;

· Amblíopes;

· Aneurismas;

· Desalinhamento dos eixos oculares;

· Estrabismo;

· Insuficiência de convergência;

· Paralisia encefálica;

· Paralisias transitórias oculomotoras;

· Pré e pós-operatório de estrabismo;

· Prevenção no fortalecimento dos músculos oculares;

· Traumatismo crânio encefálico;

· Tumores;

· Visão subnormal.

Os exercícios oculares são importantes para a saúde visual, uma vez que se destinam a melhorar o desempenho dos músculos locais, diminuindo o impacto negativo produzido na visão diária.

A fisioterapia oftálmica ajuda a evitar dores de cabeça, reduz o estresse visual, promove melhora na concentração e relaxa os músculos dos olhos.

A atividade ainda é benéfica ao tratamento de doenças relacionadas com o envelhecimento dos olhos, como miopia, estrabismo, nistagmo e presbiopia.

A Fisioterapia Ocular dá tônus à musculatura ocular, tanto pela estimulação sensório-motora com lentes prismáticas e filtros, como por meio de exercícios que melhoram a amplitude e a função muscular para restaurar a visão.

Posts relacionados