Fisioterapia Pélvica

3 minutos para ler

Qualidade de vida e saúde

A Fisioterapia Pélvica é a área que trata as alterações que ocorrem em um grupo de músculos do períneo, também chamado de assoalho pélvico. Esses músculos tem a função de dar sustentação aos órgãos pélvicos, estabilizar o tronco, manter continência urinária e fecal, dentre outras atividades essenciais para o bom funcionamento do organismo.

A técnica, além de prevenir e tratar disfunções, atua no pré e pós-parto, com objetivo de preparar a mulher para receber os efeitos da gestação.

Este tratamento consiste em promover a capacidade de contrair e relaxar adequadamente os músculos do assoalho pélvico, fortalecendo essa musculatura com o intuito de recuperar as funções de continência; melhorar a atividade sexual e sustentação dos órgãos.

O método também trabalha com objetivos mais específicos, tais como: reduzir a hiperatividade vesical, melhorar a atividade esfincteriana, reduzir a frequência miccional, facilitar o esvaziamento vesical, melhorar a condição muscular, principalmente os músculos do períneo, melhorar o quadro álgico, e buscar independência funcional, promovendo maior socialização e melhora na qualidade de vida dessas pessoas.

Tratamentos indicados:

  • Incontinência urinária feminina, masculina e infantil;
  • Constipação intestinal, incontinência fecal e urgência miccional;
  • Prolapsos genitais (mais conhecido como “bexiga caída”);
  • Disfunção sexual feminina e masculina;
  • Dor pélvica crônica e perineal;
  • Síndrome da bexiga hiperativa;
  • Flacidez perineal (fraqueza dos músculos do assoalho pélvico);
  • Dispareunia e vaginismo;
  • Tratamento da diástase abdominal.

Benefícios da fisioterapia pélvica na gestação:

A fisioterapia pélvica prepara o corpo da gestante para o parto normal e também alivia os sintomas da gravidez. Cerca de 40% das mulheres apresentam incontinência urinária durante a gestação ou logo após o parto, e a fisioterapia exerce a função de fortalecer esses músculos para que a incontinência não aconteça. Além disso, os músculos fortalecidos da região podem auxiliar na diminuição da dor na hora do parto e na recuperação.

Para quem opta pela cesárea, a Fisioterapia Pélvica contribui para melhorar a qualidade da gestação e reduzir dores na coluna, inchaço e fadiga, além de ajudar na cicatrização e recuperação da parede abdominal.

Técnicas utilizadas pela Fisioterapia Pélvica:

  • Treinamento da musculatura do assoalho pélvico;
  • Biofeedback por eletromiografia ou manometria: utilização de sensor para capturar um evento fisiológico corporal, é uma terapia adjuvante à reabilitação;
  • Eletroneuroestimulação: utilização da corrente elétrica para obter respostas terapêuticas;
  • Terapia manual: técnicas de massagem, manipulação ou mobilização;
  • Modalidades térmicas;
  • Mudanças do estilo de vida;
  • Cronograma de micções e outras técnicas para controle da bexiga e do intestino;
  • Dispositivos mecânicos.

Então, que tal entrar em contato conosco? Assim, você conhece melhor os nossos diferenciais, entende como funciona o nosso curso de pós e tire todas as suas dúvidas!

Posts relacionados

Deixe um comentário