Linguagem

3 minutos para ler

Entenda como a Fonoaudiologia atua nos distúrbios linguístico-cognitivos em adultos e idosos

Os distúrbios linguísticos-cognitivos são as dificuldades que comprometem a cognição, fala e linguagem. Eles podem acometer a emissão ou compreensão da escrita, fala e leitura, bem como atenção, memória, planejamento e habilidades que auxiliam a autonomia e independência.

Nos adultos e idosos as disfunções manifestam-se a partir de graves problemas de saúde, que em geral decorrem de lesões provocadas por Acidente Vascular Cerebral (AVC), Traumatismo Craniencefálico (TCE) e tumores cerebrais, ou em razão de doenças degenerativas, como Alzheimer, Esclerose Lateral Amiotrófica e Parkinson.

As pessoas afetadas por um distúrbio linguístico-cognitivo têm muita dificuldade em se comunicar. No caso das lesões causadas pelo AVC ocorrem dificuldades para escrever, falar e ler. E em doenças degenerativas, o paciente tem dificuldade para resolver problemas do dia a dia, tais como: escolher suas roupas, ir ao banco e lembrar de datas comemorativas ou compromissos.

Esses problemas trazem uma série de adversidades, pois os distúrbios impactam nos relacionamentos interpessoais, na autoestima e no convívio social.

As alterações linguísticas-cognitivas possuem diferentes tipos – elas podem ser transitórias ou permanentes e variam de acordo com fatores da gravidade das lesões e o perfil do paciente. É preciso salientar que em qualquer situação, o mais indicado é o tratamento fonoaudiológico.

Os fonoaudiólogos atuam como terapeutas da fala, uma vez que promovem tratamentos e soluções para cada caso. O trabalho desses profissionais envolve a comunicação escrita e oral, bem como a compreensão da fala e a expressão dos pacientes.

A especialidade avalia e reabilita a linguagem e os aspectos cognitivos subjacentes às patologias neurológicas. O tratamento é pautado em princípios da neurofisiologia, psicologia cognitiva e estratégias específicas.

As técnicas são utilizadas com o objetivo de promover plasticidade neuronal, auxiliando os indivíduos a recuperar suas dificuldades ou compensá-las através do uso de outras áreas cerebrais.

Desde modo a fonoaudiologia se mostra extremamente eficaz em todos os ciclos da vida: tanto para crianças, e principalmente para adultos e idosos.

A Pós-Graduação da Faculdade Inspirar em Distúrbios Linguístico-Cognitivos em Adultos e Idosos oferece a possibilidade de compreender, refletir, pesquisar e atuar com excelência nas mais diversas patologias neurológicas. “O AVC é a segunda maior causa de morte no mundo e a primeira causa de incapacidade, além disso, o número de idosos vêm aumentando substancialmente e, com as doenças do envelhecimento também”, declara Ariella Fornachari Ribeiro Belan, coordenadora do curso de Pós-graduação em Distúrbios Linguístico-Cognitivos da Faculdade Inspirar.

Nesta especialização os alunos estarão preparados para trabalhar em equipe multidisciplinar, familiarizando-se com suas áreas de atuação, promovendo assim o melhor diagnóstico e prognóstico para seus pacientes. “Eles saberão assistir os pacientes com mais conhecimento e embasamento, e não apenas pensarão em estratégias de prevenção, mas também em estratégias de atendimento mais assertivos para intervir na disfunção”, ressalta Ariella.

O corpo docente da Pós-graduação é composto por especialistas, mestres e doutores, altamente qualificado e referências nacionais, com vasta experiência na área da linguagem e cognição de adultos e idosos. Saiba mais em: https://www.inspirar.com.br/disturbios-linguistico-cognitivos

Posts relacionados