Pandemia e Comportamento

3 minutos para ler

Empatia e ações solidárias em momentos de crise

Diante da grave situação que estamos vivendo por conta do COVID-19, se faz necessária a mudança de postura e adoção de algumas medidas para que todos façam a sua parte – e o país atravesse a fase da melhor maneira possível.

Por este motivo listamos dicas de comportamento para te auxiliar, veja:

· Evite contato direto com as pessoas:

– Quando possível mantenha a distância de pelo menos um metro e não cumprimente com aperto de mão, abraço ou beijo.

· Se puder, evite tocar em objetos de uso coletivo:

– O recomendado é que você não use a sua mão dominante para tocar em objetos como por exemplo: botão do elevador, maçanetas, corrimãos, transporte público. Se for o caso, use a outra mão, que a chance de depois levá-lo no rosto é menor.

· Não minimize a gravidade de situação, respeite esse momento delicado:

-Ajude na divulgação correta das informações e siga as diretrizes sancionadas. Procure compartilhar notícias de órgãos oficiais e instituições de referência em saúde. Cuide com as fake news!

· Conscientize-se de que estamos passando por uma fase delicada, que exige sacrifícios de todos em nome do bem coletivo:

-Evite aglomerações, shopping center, praia e demais lugares de convívio social.

· Mantenha-se informado na medida do necessário:

-A mídia em geral está a todo momento nos informando sobre o cenário. Sendo assim, o recomendado é não ficar procurando desesperadamente por informações, deixe que elas cheguem até você e sempre cheque a veracidade da notícia antes de divulgá-la. Mas leia um livro, veja um filme, tente canalizar seu cérebro para outros assuntos também.

· Não esvazie prateleiras de supermercado:

-Seja consciente, compre apenas o necessário. Lembre que vivemos em sociedade e precisamos ajudar uns aos outros.

· Não encare a suspensão das aulas como férias:

-Faça sua parte. Não lote praias, transportes, shopping ou vá a festas. Este é o momento de isolamento.

· Ensine as crianças a lavarem bem as mãos e se protegerem, mas não use o vírus como ameaça. Poupe os pequenos, sempre que possível:

– De forma didática ensine seus filhos, sobrinhos e crianças próximas a lavarem as mãos, peça para que eles não coloquem as mãos no rosto antes de higienizá-las. Mas sem alarde, de forma mais leve, sem pânico.

· Sugira alterações nas rotinas dos seus pais e avós:

– Faça com que as pessoas de mais idade não precisem sair de casa para que não se exponham. Ajude numa possível ida à farmácia, mercado, etc.

· Obedeça às diretrizes:

– As diretrizes orientam que se lave as mãos da maneira correta e com frequência, deve-se cobrir a boca com o antebraço para tossir e evitar aglomerações.

A adoção dessas medidas preventivas facilita o enfrentamento da pandemia, promove a conscientização e o bem-estar comum. É fundamental que todos entendamos que quando você se coloca em risco, você coloca todo mundo em risco. Por este motivo é importante respeitar o outro e principalmente fazer a sua parte.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.