parto humanizado parto humanizado

Entenda o papel do enfermeiro no parto humanizado

6 minutos para ler

A humanização na área da saúde — e em muitos outros campos, como a educação, os negócios e o entretenimento — é um conceito bastante recente. Até poucas décadas atrás, profissionais e estudiosos do segmento não tinham uma preocupação muito grande com o aspecto humano dos tratamentos. Por isso, o parto humanizado é, ainda, algo um pouco estranho para muitas pessoas.

Pare e pense: você, certamente, já ouviu alguma mulher relatar episódios de completo descaso na hora do parto, que podem, até mesmo, gerar uma série de traumas. Os momentos antes e depois da chegada do bebê também são cenários de muitas histórias que demonstram a falta de humanização nesse setor.

Felizmente, hoje, as coisas estão mudando. Por isso, em nossa conversa, discutiremos o que é o parto humanizado, como ele funciona, quais são os seus benefícios e, claro, qual é o papel do profissional da Enfermagem nesse momento tão importante para as futuras mamães. Boa leitura!

O que é um parto humanizado?

O conceito de parto humanizado não está “escrito em pedras”. Ele é bastante dinâmico e pode ter diferentes significados de acordo com o profissional ou até mesmo com a gestante que fala sobre o assunto.

No entanto, de modo geral, os partos humanizados são aqueles que respeitam tanto as vontades da parturiente quanto as necessidades fisiológicas e emocionais dela e do bebê. Sendo assim, nem todos os partos normais são humanizados. Da mesma maneira, cesarianas podem fazer parte desse grupo.

A ideia é minimizar o número de procedimentos feitos, auxiliando a gestante a dar à luz da maneira mais natural e confortável possível. Isso, é claro, não tem nenhuma relação com o uso ou não de medicações, nem uma ligação direta com o parto em casa. Todas essas variantes podem ser partos humanizados, desde que o respeito seja prioridade.

Quais são os benefícios dessa escolha para mães e bebês?

Há vários benefícios para a escolha de um parto humanizado. A seguir, falaremos brevemente sobre algumas das vantagens mais comuns e recorrentes:

  • redução considerável da ansiedade;
  • mais tranquilidade no momento do parto;
  • maior conexão entre a mãe e o bebê;
  • possibilidade de ter um acompanhante no quarto;
  • auxílio nas necessidades básicas;
  • redução do cansaço físico e mental;
  • liberdade para escolher o que for melhor para si;
  • mais privacidade e conforto;
  • mais tranquilidade para o bebê na chegada ao mundo;
  • a recuperação de mãe e bebê é muito mais rápida com o parto humanizado.

Como podemos ver, o parto humanizado é um procedimento que coloca em primeiro lugar as necessidades da mãe e de seu filho, respeitando suas necessidades e desejos e fazendo com que o ambiente seja muito mais acolhedor. Isso, é claro, não exclui a competência e alto nível de qualificação técnica dos profissionais envolvidos, mas as habilidades, aqui, são utilizadas de forma diferente.

Qual é o papel do profissional da Enfermagem nesse momento?

Além de toda a equipe médica, o enfermeiro é um personagem essencial no cenário de um parto humanizado. A seguir, veremos algumas de suas principais atribuições nesse momento especial.

Auxílio na ambientação

A ambientação é um fator extremamente importante para o parto humanizado. Aqui, a equipe de enfermagem prestará atenção em pontos como a luz do ambiente, os sons (com a redução de barulhos e até mesmo a colocação de músicas calmantes) e muito mais. Tudo é pensado para garantir o aconchego e conforto da mãe e do bebê!

Acompanhamento integral da gestante

No parto humanizado, os enfermeiros também estão responsáveis pelo acompanhamento integral da gestante, ajudando-a no que for necessário. Esse tipo de cuidado, em outros tipos de parto que não são focados na humanização, não acontece de maneira completa, com intervalos de ausência da equipe que podem ser importantes para o bem-estar da paciente.

Acolhimento da parturiente e de acompanhantes

Na hora do parto (e, claro, nos momentos que o antecedem e que ocorrem em seguida), todos estão extremamente fragilizados, ansiosos, felizes, nervosos, etc. São muitas emoções simultâneas! O acolhimento, portanto, é crucial. Outra responsabilidade dos enfermeiros é promover um ambiente emocionalmente acolhedor para a mamãe e seu acompanhante.

Cuidados com o bebê

Após o nascimento, o bebê também precisará de uma série de cuidados, que serão conduzidos pela equipe médica e mantidos pelos enfermeiros. Portanto, os cuidados aqui não são apenas destinados à mãe: o recém-nascido também é foco de atenção desse profissional, que fará o possível para deixar o novo membro da família confortável e muito feliz.

Explicação sobre a amamentação

Pouco a pouco, a amamentação deixa de ser um tabu para ser vista como o que ela realmente é: um assunto sério que trata de um dos momentos mais bonitos do pós-gestação, fundamental para o estreitamento de laços entre a mãe e o bebê. O enfermeiro também está encarregado de passar as orientações para a nova mamãe, auxiliando-a nessa nova etapa.

Como se qualificar para atender às mães na hora do parto?

A hora do parto é marcada por muitas emoções e particularidades. Por isso, esse é um momento muito delicado em todos os sentidos. Sendo assim, a qualificação profissional é extremamente importante para prestar um atendimento realmente personalizado e adequado às parturientes. E aí, está pronto para voltar a estudar?

A principal dica que podemos dar é: invista em uma especialização. A Enfermagem em Obstetrícia é uma ótima alternativa! Nessa pós-graduação, o estudante aprenderá todas as particularidades do atendimento às gestantes e, claro, aos cuidados com o recém-nascido. Esse é um incrível diferencial competitivo que, certamente, o auxiliará na conquista de vagas muito melhores.

Como podemos ver, o parto humanizado é um conceito muito amplo que visa respeitar as vontades da mãe e as necessidades do bebê que está chegando ao mundo, fazendo com que essa transição seja a mais tranquila possível. O enfermeiro, portanto, é um personagem essencial para que tudo dê certo nesse momento!

Para conhecer outras novidades sobre a área da saúde, suas carreiras e dicas de atuação, siga-nos em nossas redes sociais! Por lá, você fica bem informado e recebe avisos sobre as novas publicações. Você pode nos encontrar em vários canais, como: Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e LinkedIn!

Posts relacionados

Deixe um comentário