PICC

2 minutos para ler

O cateter para tratamentos de longa duração

O Cateter Venoso Central de Inserção Periférica, conhecido como cateter de PICC, é um tubo de silicone flexível, fino e longo, com comprimento entre 20 e 65 cm que é introduzido na veia do braço do paciente e chega até a veia do coração – o dispositivo serve para a realização da administração de medicamentos.

O PICC é um tipo de cateter que dura até 6 meses e é realizado em pessoas que fazem tratamento de longa duração, com medicamentos injetáveis, e que precisam coletar sangue várias vezes. O procedimento de implantação do PICC é feito sob anestesia local em um ambulatório e a pessoa pode ir para casa ao final do procedimento.

Indicação:

O cateter PICC é recomendado para pessoas que precisam fazer algum tipo de tratamento que dura muito tempo, pois após ser colocado, pode permanecer na pessoa até 6 meses. É geralmente utilizado para os seguintes procedimentos:

· Coleta de sangue: realização de exames de sangue em pessoas com veias frágeis no braço;

· Exames com contraste: serve para administração de contrastes injetáveis;

· Nutrição parenteral: auxilia no fornecimento de nutrientes líquidos pela veia para pessoas com problemas do sistema digestivo;

· Tratamento de câncer: realiza a aplicação de quimioterapia diretamente na veia;

· Tratamento de infecções graves: consiste na administração de antibióticos, antifúngicos ou antivirais pela veia.

O PICC também pode ser usado para transfusão de sangue ou de plaquetas. Este tipo de cateter não é indicado para pessoas que tenham problemas de

coagulação, malformações nas veias, marcapasso cardíaco, queimaduras ou feridas no local onde será inserido.

Implantação:

A implantação do cateter PICC pode ser feita por um médico cardiovascular ou enfermeiro habilitado, não sendo necessário a internação em um hospital.

Cuidados:

São necessários alguns cuidados:

· Durante o banho, é preciso proteger a região do cateter com plástico filme;

· Manter o curativo sempre seco;

· Não fazer força com o braço, evitando pegar ou arremessar objetos pesados;

· Não fazer verificação da pressão arterial no braço onde está o cateter;

· Não mergulhar no mar ou piscina;

· Verificar presença de sangue ou secreção no local do cateter.

Posts relacionados