Problemas no coração

4 minutos para ler

Conheça os sinais que servem de alerta

O coração é considerado uma máquina perfeita, que executa o bombeamento do sangue, por meio da realização de aproximadamente 100 mil contrações por dia. Sua função é fazer o sangue circular pelo organismo, com o intuito de manter a vitalidade de todos os órgãos e tecidos do corpo.

O bom funcionamento do coração depende de todas as partes que o compõem. No entanto, quando alguma dessas partes para ou apresenta falhas, o desempenho dele é afetado, o que gera a sobrecarga de todos os órgãos e tecidos do corpo.

Na maioria das vezes em que há problemas, o coração dá sinais sutis, que são difíceis de notar e, principalmente, de associar com as doenças cardíacas. Entre alguns dos sintomas estão: fadiga, falta de apetite, náuseas, desmaios, dor no maxilar e no pescoço, inchaço nos pés e nas mãos, tosse, maior vontade de urinar, sangramento na gengiva e suor intenso.

É muito importante saber quais são os sinais que podem indicar problemas no coração, pois assim você pode prevenir um ataque cardíaco ou facilitar o diagnóstico de alguma doença do coração.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo. Dados da plataforma Cardiômetro, da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) confirmam este fato: no Brasil mais de 289 mil pessoas morreram em decorrência de problemas no coração – esses números são referentes ao período de janeiro a dezembro de 2019. Entre os problemas mais comuns, estão o acidente vascular cerebral (AVC), seguido por infarto e parada cardíaca.

Entretanto, é importante mencionar que 80% desses casos poderiam ser evitados com simples alterações nos hábitos de vida e diagnóstico precoce.

Veja quais são as doenças do coração mais comuns:

· Acidente Vascular Cerebral – é caracterizado pela interrupção do suprimento sanguíneo de alguma área do cérebro e pode ocorrer de duas formas – a isquêmica, quando um trombo ou placa de gordura entope um vaso, ou a hemorrágica, que é quando o vaso se rompe e deixa de irrigar sangue;

· Doença Cardíaca Coronariana – ocorre devido ao acúmulo de gordura na parede dos vasos que irrigam o coração;

· Doença Cardíaca Hipertensiva – se desenvolve em decorrência da pressão alta do paciente;

· Doença Cardíaca Inflamatória – trata-se de uma inflamação do músculo cardíaco, que pode causar dilatação cardíaca, trombos na parede cardíaca e infiltração das células sanguíneas circulantes ao redor das coronárias e entre as fibras musculares;

· Infarto – é um ataque cardíaco em que o coração tem seu fluxo sanguíneo bloqueado por uma placa de gordura ou um coágulo, por exemplo, fazendo com que ele não funcione por um determinado período de tempo, o que pode ocasionar morte de parte do tecido do coração ou um dano irreversível a ele;

· Parada cardíaca – ausência de fluxo sanguíneo circulante no coração, o que impede que o sangue flua para os órgãos vitais, privando-os de oxigênio.

Entenda quais são as pessoas que tem mais chances de possuir problemas no coração:

· Quem possui altos níveis de colesterol, triglicerídeos e pressão alta;

· Fumantes;

· Indivíduos que têm outras doenças associadas, como diabetes e hipertensão;

· Obesos;

· Pessoas que possuem familiares com problemas de coração.

Hábitos que ajudam a evitar as doenças do coração:

· Alimentar-se de forma saudável;

· Controlar os níveis de colesterol;

· Controlar a pressão arterial;

· Cuidar do peso;

· Diminuir a quantidade de sal nas refeições;

· Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;

· Não fumar;

· Praticar atividade física;

· Ir ao médico regularmente

Posts relacionados