diferença entre rpg e pilates diferença entre rpg e pilates

Qual a diferença entre RPG e PILATES?

8 minutos para ler

Você sente dores nas costas? Precisa corrigir sua postura? Já faz um tempo que diferentes técnicas de exercício vêm ganhando espaço em consultórios e academias. Afinal, com o ritmo de vida cada vez mais acelerado, sobra menos tempo para as pessoas cuidarem do corpo e, também, da saúde de uma forma geral. Por isso, é muito importante saber a diferença entre RPG e Pilates para escolher a modalidade que atenda melhor as suas necessidades.

A Reeducação Postural Global, conhecida pela sigla RPG, é uma técnica de fisioterapia divulgada pelo físico e fisioterapeuta francês Philippe Emmanuel Souchard, em 1981. Já o Pilates foi desenvolvido pelo enfermeiro alemão Joseph Hubertus Pilates, em 1920.

Quer saber mais? No post de hoje, entenda a diferença entre RPG e Pilates e cuide-se bem. Boa leitura!

O que é a RPG?

Tal técnica foi criada a partir do livro “O Campo Fechado” escrito por Souchard. É um método manual suave que se aplica a todas as patologias que demandam fisioterapia como doenças ortopédicas, neurológicas, reumatológicas e somáticas. Costuma ser indicado, por exemplo, para o tratamento de desvios de coluna, vícios posturais e lesões nas articulações, como aquelas provocadas por esforço repetitivo.

Segundo a Sociedade Brasileira de RPG, são três os princípios da RPG, veja a seguir:

Como funciona?

O atendimento é individualizado e a sessão costuma durar uma hora. Já a duração do tratamento pode variar bastante, dependendo do problema a ser corrigido. Na primeira consulta, o fisioterapeuta especializado em RPG faz uma avaliação quanto ao número de encontros requeridos.

As posturas dessa técnica são executadas pelo paciente deitado, sentado ou em pé. A todo momento, ele é guiado e corrigido suavemente pelo profissional, não há movimentos inesperados ou abruptos. Na realidade, é a sua resposta que orienta o fisioterapeuta quanto à intensidade e ao ritmo dos exercícios.

O objetivo é reorganizar o corpo do paciente de maneira global, melhorando sua postura e aliviando as dores. A parte estética não está em foco. Vale destacar que Souchard está, constantemente, atualizando a RPG.

O que é o Pilates?

Tal técnica foi desenvolvida por Joseph Hubertus após ter se dedicado ao estudo de diferentes metodologias, como Rolfing e Gyrokinesis. Por isso, o Pilates reúne princípios de diferentes métodos em aproximadamente 500 exercícios.

Eles podem ser realizados em aparelhos específicos ou no solo, valendo-se do peso do corpo e da gravidade. Veja, a seguir, alguns deles:

  • Cadillac: também conhecido como Trapézio, Mesa de Trapézio ou Mesa Trapézio, é composto por uma mesa e um trapézio, parecido com o usado em acrobacias aéreas;
  • Ladder Barrel: chamado de barril (por sua curvatura no formato de meio barril) ou cavalo (pela similaridade com o aparelho usado na Ginástica Artística), pode ser traduzido para português como “barril escada”. Também conta com um espaldar parecido com o de uma escada;
  • Prancha de Molas/Prancha Pilates: foi criada pela norte-americana Ellie Herman. É um equipamento prático e ocupa pouco espaço;
  • Reformer/Reformer Classic/Classic Reformer: o nome se deve ao fato de Joseph acreditar que os exercícios nesse aparelho “reformavam” o corpo da pessoa;
  • Reformer Torre: há um Reformer com torre, conhecido como Reformer com Torre ou Reformer Torre. Ele é como um Reformer, mas conta com uma torre para execução de exercícios como os praticados no Cadillac. Quando usado na reabilitação de pessoas, é chamado de Reformer Clinical, Clinical Reformer ou Reformer Rehab;
  • Step Chair/Chair/Combo Chair/Cadeira de Pilates: quando um amigo de Joseph precisou de um Reformer, mas não tinha espaço para alocá-lo, o francês criou uma espécie de cadeira para que ele pudesse praticar. Pode ter ou não bengalas.

Como funciona?

A aula, com cerca de cinquenta minutos, é dada em pequenos grupos por professores graduados em Fisioterapia ou Educação Física. Assim como na Yoga, há variações nos exercícios segundo a intenção de cada praticante. Todos eles devem ser executados com a coluna ereta e o abdômen contraído nas respirações.

Um dos diferenciais do Pilates é contribuir para a conexão entre corpo e mente por meio dos movimentos. Embora não seja um exercício aeróbico, ele define e tonifica os músculos do corpo. Pode ser praticado por pessoas em reabilitação, adolescentes, gestantes e idosos.

Afinal, qual é a diferença entre RPG e Pilates?

Muito em voga ultimamente, as duas modalidades de exercício ainda confundem muita gente a respeito de suas técnicas e benefícios. O Pilates ficou conhecido por incluir em sua lista de praticantes celebridades como atrizes, cantoras e modelos. Já o boom da RPG veio logo depois e, aparentemente, possui os mesmos princípios do anterior.

Como dito, o Pilates é um método de alongamento e exercícios físicos, que utilizam o peso do próprio corpo para sua realização. Ele consiste numa técnica de reeducação dos movimentos corporais, composta por exercícios embasados na anatomia humana, capazes de restabelecer e aumentar consideravelmente a flexibilidade, delineamento e força muscular, melhorar a respiração, corrigir a postura e prevenir lesões. Claro, além disso tudo, também promove uma conexão entre corpo e mente na busca da qualidade do movimento.

Uma dos seus maiores benefícios é proporcionar o trabalho de diversos grupos musculares em um único movimento. Por exemplo, em um único exercício, o aluno alonga certos grupos musculares e, ao mesmo tempo, fortalece outros. Tudo isso, é claro, com muita segurança garantida pela observação do profissional na hora do uso dos aparelhos.

Quanto à RPG, trata-se de uma técnica fisioterapeuta desenvolvida na França, cuja principal função é o ajustamento postural para reorganização dos movimentos do corpo humano por meio de uma série de alongamentos realizados no tecido muscular retraído. O objetivo é permitir a reorganização e o reequilíbrio dos músculos que mantêm a postura.

O trabalho é realizado por meio de posturas mantidas, sendo indicado como terapia preventiva ou de reabilitação para problemas que requerem fisioterapia tais como problemas articulares, traumáticos, tendinites, contraturas musculares e desvios posturais. Pode ser realizada com pessoas de todas as idades, crianças, adolescentes e adultos contanto que seja feita uma avaliação postural antes.

Diferentemente do Pilates, que cuida do realinhamento corporal e funciona também como método estético, a RPG é recomendada às pessoas que apresentam assimetrias posturais consideráveis e, consequentemente, dores decorrentes da má postura.

Quando cada um deles é mais indicado?

Em primeiro lugar, é preciso considerar a idade e o estado de saúde da pessoa. O Pilates, por exemplo, não é recomendado para crianças, porque, provavelmente, elas terão dificuldade para se concentrarem nos exercícios propostos pelo professor.

Também vale considerar o objetivo de cada um na escolha da técnica mais adequada e, principalmente, a avaliação feita por um profissional especializado na área. Esteja atento à capacitação de quem cuidará de você.

Para terminar, embora com suas especificidades, tanto a RPG quanto o Pilates tratam o paciente ou aluno de maneira individualizada, personalizada e visam a estabilidade postural. Uma boa ideia é realizar o tratamento com RPG e, quando ele for concluído, passar para as aulas de Pilates, a fim de prevenir novos problemas no futuro.

Se você leu até aqui, já sabe a diferença entre RPG e Pilates e é capaz de escolher qual exercício adotar de acordo com o seu objetivo para garantir um estilo de vida mais saudável. Afinal, ambos ajudam a melhorar a respiração, o alinhamento postural e a consciência do corpo, além de prevenirem lesões. Se, por um lado, a RPG é mais estática, o Pilates é mais dinâmico. Por fim, não se esqueça de ter um acompanhamento profissional para a prática das duas técnicas, certo? Cuide-se bem!

Gostou deste post sobre a diferença entre RPG e Pilates? Então, aproveite para seguir a gente nas redes sociais e acompanhe todas as novidades que preparamos especialmente para você! O Universo Inspirar conta com MBA e Pós-Graduação, Formação e Extensão, Graduação Presencial e EAD.

Posts relacionados