Queimadura

3 minutos para ler

Atuação da Estética e Fisioterapia Dermatofuncional em queimaduras

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as queimaduras são responsáveis por aproximadamente 265 mil mortes por ano em todo mundo. No Brasil, estima-se que ocorram por volta de mil acidentes com queimaduras por ano, dos quais 79% acontecem dentro do ambiente domiciliar.

As queimaduras são classificadas também quanto à cicatrização:

· Primeiro grau: a epiderme se regenera e volta ao seu estado normal;

· Segundo grau: a pele fica semelhante à pele normal;

· Terceiro grau: a pele não volta ao normal, sendo substituída por tecido conjuntivo, causando sequelas estéticas como contraturas, cicatrizes hipertróficas e queloidianas.

Estética no tratamento das queimaduras

O tratamento no processo de cicatrização é extremamente importante, pois diminuirá anormalidades no processo de reparação. Veja os tratamentos estéticos oferecidos para a recuperação de queimaduras:

Ginástica facial- As queimaduras da face e pescoço comprometem as inserções dos músculos cutâneos alterando os movimentos faciais. A ginástica facial precoce ou mesmo após vários anos da queimadura contribui para mobilizar a musculatura facial e a pele retraída

Camuflagem de cicatrizes- A utilização de cosméticos de cobertura como maquiagem corretiva irá “normalizar” ou equilibrar a pele, utilizando os princípios da correção, da cobertura e do adorno.

Hidratação/ revitalização- Com a queimadura ocorre o comprometimento da integridade e função de várias estruturas do corpo. Combate o ressecamento e a falta de elasticidade.

Massagens em cicatrizes- Aumento da circulação sanguínea; Mobilização de fluido intersticial; Mobilização dos tecidos aderidos; Prevenção de formação de aderências antes da maturação cicatricial; Recuperação da sensibilidade local.

Fisioterapia Dermatofuncional no tratamento das queimaduras

A atuação da Fisioterapia Dermatofuncional em pacientes vítimas de queimaduras tem aumentado progressivamente. O objetivo da reabilitação no indivíduo queimado é facilitar o retorno ao mais alto nível funcional possível, com independência e qualidade de vida.

A intervenção da Fisioterapia neste tipo de condição é fundamental, no que diz respeito à redução das sequelas provocadas pela lesão, e melhoria da qualidade de vida.

O Fisioterapeuta Dermatofuncional possui um artesanal específico de aptidões, e certas metodologias, bem como linhas de conhecimento que irão atuar no tratamento, para cada fase cronológica do avanço da lesão.

O profissional possui recursos que irão permitir intervir no trauma corretamente evitando futuras complicações. Na fase aguda da lesão o posicionamento é um recurso da responsabilidade do fisioterapeuta. Este irá atuar de forma que quando a pessoa queimada estiver na fase de cicatrização, opondo-se ao efeito negativo do encurtamento, proporcionado pelo processo de reparação.

Posts relacionados