Coffito reconhece Fisioterapia nos Distúrbios do Sono como área de atuação da Fisioterapia

3 minutos para ler

Uma reunião plenária realizada no dia 10 de agosto de 2021 pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) reconheceu o exercício da Fisioterapia nos Distúrbios do Sono como área de atuação própria do fisioterapeuta.

A resolução inclui o exercício da profissão no diagnóstico fisioterapêutico e impõe o domínio de habilidades e competências específicas como:

· Aplicação do uso da Pressão Positiva nas Vias Aéreas (PAP);

· Conhecimento sobre as alterações morfofuncionais das vias aéreas superiores;

· Emissão de laudos e relatórios de Poligrafia Respiratória;

· Execução de exame de titulação da PAP para correta prescrição da Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas (CPAP);

· Identificação de aspectos epidemiológicos;

· Indicação, prescrição, seleção, aplicação, condução, ajustes e adaptação dos parâmetros específicos de PAP e dos diferentes tipos de máscaras e interfaces utilizadas;

· Realização de consultas, anamnese, exame físico, testes específicos e exames complementares.

O Coffito também exige comprovação de conhecimento por meio de formação através de carga horária mínima de 120 horas/aula, das quais um terço tem que ser destinado às atividades práticas.

A coordenadora da Pós-graduação em Fisioterapia Respiratória nos Distúrbios Ventilatórios do Sono da Faculdade Inspirar, Fernanda Camargo, participou ativamente do processo de reconhecimento e conta como foi. “É uma luta de quase 10 anos. Eu participei ativamente pelo Crefito-3 e também pela Assobrafir no departamento de sono, e confeccionamos esse documento que dá ao fisioterapeuta a validação para atuar com a ventilação não-invasiva na apneia do sono e também em alguns métodos de diagnóstico fisioterapêutico como: Actigrafia e Polisonografia tipo 4”, informa.

Fisioterapia nos Distúrbios Respiratórios

A função da Fisioterapia Respiratória nos Distúrbios do Sono é oferecer suporte ventilatório mecânico não-invasivo domiciliar e manter as vias aéreas permeáveis, impedindo sua obstrução.

O fisioterapeuta respiratório tem cada vez mais espaço na condução do tratamento dos distúrbios do sono, sendo o profissional mais indicado para adaptar o paciente à introdução do aparelho de pressão positiva nas vias respiratórias.

Pós-graduação em Fisioterapia Respiratória nos Distúrbios do Sono

A Faculdade Inspirar é a única instituição de ensino que oferece o curso de Pós-graduação em Fisioterapia Respiratória nos Distúrbios do Sono. A especialização é completa e tem como foco os Distúrbios Ventilatórios do Sono e na atuação frente à Terapia Respiratória com Pressão Positiva nas Vias Aéreas.

A grade curricular é extensa e completa, composta por disciplinas como: Fisiologia do Sono, Fisiopatologia da Apneia Obstrutiva do Sono, Tratamento Clínico e Cirúrgico da Apneia Obstrutiva do Sono, Treinamento Funcional para Cardiopatas, Terapia do Sono e Reabilitação Pulmonar, entre outras.

“Torne-se um profissional mais completo, preparado e motivado a fazer a diferença positiva, lhe daremos ferramentas para atuar com segurança e alto nível profissionalismo na área do Sono”, enfatiza a coordenadora Fernanda Camargo.

Para mais informações sobre a Pós-graduação em Fisioterapia Respiratória nos Distúrbios Ventilatórios do Sono acesse: https://www.inspirar.com.br/fisioterapia-do-sono

Posts relacionados