Associação entre as Alterações Posturais e a Celulite

Celulite

O Fibro Edema Gelóide (FEG), popularmente conhecido como celulite, é uma afecção dermatológica que consiste na infiltração edematosa do tecido conjuntivo, seguida da reação química da substância fundamental que se infiltra e pode produzir a reação de fibrose.

Essa é uma condição comum que apresenta acúmulo preferencialmente em coxas e glúteos. É causada pela concentração de gordura, líquidos e toxinas na camada subcutânea, que empurra a pele para cima e cria a aparência da celulite, a mesma pode ser acompanhada de ondulações e protuberâncias.

Desse modo, manifesta-se na forma de nódulos ou placas de variada extensão, podendo, inclusive, causar dor nas áreas atingidas. A condição afeta principalmente as mulheres (aproximadamente 98% delas), após o início da puberdade.

Condições que favorecem o aparecimento:

Sua presença e grau de comprometimento estão relacionados a diversos fatores como:

  • Alimentação inadequada;
  • Alterações circulatórias;
  • Biótipo;
  • Distribuição de peso e gordura corporal;
  • Estresse;
  • Etnia;
  • Flacidez cutânea;
  • Idade;
  • Má postura;
  • Problemas hormonais;
  • Sedentarismo.

Alterações posturais

Outro ponto importante, mencionado acima e que muitos desconhecem, é que as alterações posturais podem afetar não só a saúde do corpo, como também a aparência da pele.

A postura interfere na celulite devido a contraturas e encurtamentos, que atingem a parte muscular e circulatória, além da região das coxas, glúteos, joelho e panturrilha.

“A avaliação postural feita em pacientes com celulite permite a observação de desvios posturais, como, por exemplo, rotação de quadril ou prega glútea em desnível”, comenta a fisioterapeuta dermatofuncional, Denise Xavier.

Entre as alterações posturais que mais afetam o aparecimento da celulite estão a Escoliose — provoca a rotação e desvio da coluna lombar; e a Hiperlordose — causa o acúmulo de gordura localizada, compressão em glúteos, pernas e região lombossacral. Esses distúrbios prejudicam a circulação linfática e venosa.

A má postura contribui para o surgimento ou agravamento da celulite de diversas maneiras, uma vez que consegue provocar a pressão em áreas específicas do corpo, interferindo na circulação e ocasionando concentração de líquidos e toxinas que são suscetíveis à piora do aspecto da celulite.

A postura inadequada também consegue acarretar enfraquecimento dos músculos das pernas, glúteos e abdômen, importantes para manter a pele firme e lisa.

O comportamento postural no trabalho contribui para a aparição da celulite, em razão de perdurar por longos períodos sentado ou em pé. “O indicado é que os pacientes cuidem de sua postura, se mantenham de forma ereta, e se ficarem muito tempo sentados, devem colocar um calço nos pés. E a cada hora é preciso realizar a movimentação das pernas, levantar-se ou fazer exercícios de dorsiflexão”, enfatiza Denise.

Maneiras de prevenir

A melhor forma de prevenir a celulite é com hábitos saudáveis, tais como:

  • Alimentação rica em proteínas e fibras;
  • Execução de tratamentos que combatem a flacidez;
  • Ingestão hídrica adequada;
  • Prática regular de exercícios;
  • Realização da drenagem de líquidos;
  • Utilização de técnicas que melhoram a circulação sanguínea.

Em resumo, para prevenir ou reduzir a aparência da celulite, é importante manter uma boa postura e evitar permanecer por horas na mesma posição. Também é necessário se alimentar de maneira saudável e praticar exercícios regularmente — estes são pontos fundamentais para evitar o aparecimento da celulite.

Tratamentos estéticos indicados

Recursos estéticos são grandes aliados na terapêutica do problema. “A partir da avaliação profissional, conseguimos identificar os graus e formas da celulite, e assim montar um plano de tratamento eficaz”, evidência a fisioterapeuta dermato estética, Tatiana Bertacin.

Diante da necessidade, existem métodos destinados para reduzir a existência da celulite. São eles:

  • Drenagem linfática manual;
  • Intradermoterapia pressurizada;
  • Laser de baixa intensidade;
  • Ondas de choque;
  • Terapia combinada;
  • Ultrassom.

Esses tratamentos podem ser úteis para diminuir presença e aparência da celulite.

Fonte: Revista Inspirar Movimento & Saúde: http://revistams.inspirar.com.br/wp-content/uploads/2022/08/pub_1000-2021.pdf

 

Veja Mais

QUESTIONAMOS O CONHECIDO

Acreditamos que a aprendizagem pode ser diferente, pode ser melhor. É isso que nos impulsiona a quebrar barreiras e oferecer uma experiência de aprendizagem única.

Aqui, provocamos o potencial das pessoas para elas se prepararem para conquistar o novo, transformar o desconhecido em conhecimento e estimular a construção de um mundo melhor.

Afinal, é isso que nos faz ser uma Faculdade à frente do nosso tempo.

Quer mais informações?

0800 602 2828