Comprometimento na Quarentena

4 minutos para ler

Professores da Faculdade Inspirar dão exemplo e concluem seus estudos

Em meio à pandemia do coronavírus, que resultou na suspensão das aulas, as escolas, faculdades e demais instituições de ensino tiveram que se reinventar – para isso estão utilizando a tecnologia e a internet como forma de comunicação e meio de transmissão de conhecimento.

A Faculdade Inspirar não ficou de fora dessa e como está sempre inovando, durante a quarentena está ofertando aos seus alunos aulas ao vivo, que possibilitam interação entre os alunos de graduação e seus professores, além da aplicação de atividades avaliativas e trabalhos. Para os alunos de pós-graduação as aulas ofertadas na modalidade em EaD, obrigatórias da grade curricular, podem ser feitas antecipadamente, além de poderem fazer uma disciplina a mais e substituir a mesma pelo Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Mas estudar dentro de casa, de forma online ou com aulas remotas, não é nada fácil – é preciso ter muito foco e disciplina para não cair nas armadilhas do mundo virtual e acabar perdendo tempo em redes sociais ou em outros aplicativos.

Os nossos professores Anselmo Gonçalves e Ana Paula Maciel, que também são alunos do mestrado e doutorado, respectivamente, estavam na fase final de seus estudos quando a pandemia se instalou. Sendo assim, a única forma de apresentar seus trabalhos de conclusão foi de maneira remota, e eles nos contam como foi essa experiência:

O professor Anselmo apresentou a dissertação sobre “Governança corporativa, competências técnicas e comportamentais necessárias ao auditor interno”. Ele diz que já está acostumado a usar ferramentas online de interação por meio de vídeo, e por este motivo não encontrou dificuldade para apresentar seu trabalho. “A sensação de apresentar o trabalho online é muito bacana. A distância entre eu e a banca examinadora me deixou mais calmo e achei que foi até melhor do que talvez fosse presencialmente, pois a apresentação online me possibilitou mais liberdade para fazer algumas anotações, além do conforto – consegui falar sentado, coisa que se fosse na forma presencial não seria possível, no meu ponto de vista foi mais tranquilo”, afirma.

Já a professora Ana Paula, que apresentou a tese sobre: “As ações locais na busca pela sustentabilidade à luz da teoria de Axel Honneth: uma necessária leitura crítica do direito”, relata que teve dificuldades. “Eu fiquei bem nervosa. Nunca havia feito videoconferência, ou utilizado quaisquer desses recursos de forma compartilhada. Para mim foi um grande desafio lidar com toda essa tecnologia de uma hora para outra. Mas no decorrer da apresentação consegui ficar mais confiante e ver os benefícios dessa forma de interação”, salienta.

Ambos tiveram que se adaptar para não deixar suas obrigações de lado, mesmo durante o isolamento social. Apesar das dificuldades, contratempos e novos

aprendizados, suas apresentações foram um sucesso e os dois foram aprovados.

Eles deixaram um recado de estímulo aos seus alunos para que não deixem de fazer as atividades que lhe são propostas. “Em primeiro lugar precisamos ter em mente que estamos todos diante de uma circunstância que não foi escolhida por ninguém. Todos nós estamos tendo que nos reinventar. Agora é a hora de desacelerarmos, sermos mais pacientes com o processo. Estamos diante de uma incógnita. Não está nas mãos de ninguém a decisão de sair desta situação. Então, o que precisamos agora é de tranquilidade e confiança naqueles que estão se desdobrando para fazer o melhor para todos nós. Recomendamos que aqueles que têm maior facilidade com a realidade digital, auxilie quem não tem. Quanto ao conteúdo, nós estamos seguindo o cronograma normal do curso, estamos disponibilizando todo o material e fazendo nossos encontros online. Na prática, o que está sendo feito não é nada diferente do que já fazíamos, só que agora com novos instrumentos. E essa é a beleza do aprendizado. Um passo de cada vez. Vejamos o lado positivo disso tudo, seguimos em frente, logo tudo isso passará e poderemos retomar a normalidade de nossas vidas. Um grande abraço”, finalizam.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.