Meio Ambiente – Recursos Disponíveis e a Necessidade de Crescimento

6 minutos para ler

Por Rafael Barros e João Cláudio Viana*

O meio ambiente é o nosso entorno, assim, é tudo que está ao nosso redor. Utilizamos os recursos oriundos deste meio que nos cerca, desde sempre. A revolução industrial e as inovações nas diversas áreas do conhecimento apenas intensificaram a nossa necessidade e dependência do nosso meio. Transformamos o nosso redor também, no qual produzimos um meio ambiente artificial, a partir do meio ambiente natural, no qual nos tornamos dependentes dos benefícios trazidos dos setores da indústria, comércio, transporte e serviços, por exemplo.

A humanidade está consumindo de forma intensa os recursos que são oferecidos, sendo que o dia 22 de agosto de 2020 ficou marcado como o Dia da Sobrecarga da Terra de 2020. Este marco representa que a humanidade está consumindo mais do que o planeta consegue regenerar e/ou repor. Ainda, destaca-se que os cenários sobre mudanças climáticas também poderão nos afetar a médio e longo prazo. Desta forma, todos devem acender um sinal vermelho em relação aos processos e procedimentos do cotidiano e atos profissionais que realizamos. Assim, precisamos entender que toda profissão deve ter uma visão holística (não apenas segmentada) de todo processo ambiental que nos cerca, sendo como pessoa física ou pessoa jurídica.

O profissional deve estar cada vez mais capacitado em relação aos fatores inerentes aos processos produtivos e sua influência ao meio ambiente. A visão interdisciplinar e multidisciplinar torna-se fundamental ao profissional que deseja capacitação se atentando aos seguintes temas: proteção/conservação ao meio ambiente; processos de licenciamento ambiental e cumprimento de condicionantes; entendimento sobre o monitoramento ambiental; soluções inovadoras, como uso de modelagem; economia circular, ecologia industrial; urbanização, saneamento e à gestão  de qualidade ambiental, por exemplo. Desta forma, não só os profissionais ligados diretamente à área ambiental como biólogos, engenheiros ambientais e sanitaristas, geólogos e geógrafos devem se ater a essas questões, mas todo profissional que deseja atuar e ocupar cargos de gestão. Assim, engenheiros civis e administradores, por exemplo, devem estar também mais atentos ao meio ambiente e inseridos no contexto ambiental e de gestão integrada. 

Os investimentos previstos para o crescimento econômico do Brasil deverão requisitar profissionais cada vez mais atuantes e capacitados no mercado de trabalho voltados ao meio ambiente e sua gestão. Investimentos em projetos de ferrovias, por exemplo, já são anunciados pelo Governo Federal (cerca de R$ 35,1 bilhões). Outros investimentos também são previstos. De acordo com o organizador do consagrado Fórum Brasil Export, Fabrício Julião, “Empresas estatais chinesas e grandes conglomerados internacionais sinalizam estar interessados em várias das concessões organizadas pelo Governo Federal envolvendo as áreas de portos, infraestrutura e energia” (https://portogente.com.br). Conforme os cenários positivos em tela, capacitar é a tendência para a qualificação profissional, como meta de se consolidar no mercado de trabalho e/ou assimilar conteúdos mais atualizados e conectados com a gestão ambiental em empresas privadas e setores públicos. 

Se levarmos em consideração a nova postura do Ministério da Infraestrutura que pretende levar “ao pé da letra” as questões relacionadas a privatizações ou concessões nos diversos modais de transporte brasileiro (ferrovias, rodovias, aeroportos e portos), somado a uma visível e  benéfica mudança dos índices econômicos para os próximos anos com entrada dos investimentos privados para o setor e a necessidade de crescimento do País através do desenvolvimento da infraestrutura de transporte, os setores relacionados a infraestrutura de transporte e ao mercado de concessões e privatizações tendem a crescer, embora sofram com a falta de profissionais qualificado para atender a demanda. Por isso é essencial que você se qualifique cada vez mais.

A pós-graduação de Especialização em Meio Ambiente para Gestão Pública e Empresarial, em parceria com a Faculdade Inspirar, chega para atender aos requisitos importantes e almejados por diversas empresas nacionais e multinacionais quando falamos em compatibilização junto aos procedimentos do setor público. Desta forma, os profissionais que atuam na área ambiental deverão ser capacitados, de forma conjunta, sobre os processos importantes e próprios do setor privado e também do setor público que atuam em empreendimentos ligados ao meio ambiente. A tendência dos investimentos para o setor de infraestrutura de transporte no Brasil, deverá fomentar projetos e empreendimentos cada vez mais voltados à gestão do meio ambiente, ao correto e equilibrado uso de recursos existentes no planeta. Este é o nosso futuro, pois o meio ambiente é tudo que está ao nosso redor e “todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida” (Constituição da República Federativa do Brasil, Art. 225).

Este curso foi criado para suprir uma necessidade existente no mercado de trabalho atual, no qual os profissionais que atuam na área ambiental devem possuir uma visão multidisciplinar integrada e holística sobre todos os aspectos que envolvem o meio ambiente e sua gestão dentro de uma empresa privada e no setor público, bem como na atuação em organizações defensoras do meio ambiente ou potenciais degradadoras do meio ambiente. Assim sendo, enxergamos que nosso projeto será um importante instrumento de capacitação para profissionais graduados em Engenharia (Ambiental Ambiental e Sanitária, Civil, Mecânica, Elétrica, Segurança do Trabalho, Produção, Florestal e afins), Administração, Economia, Ciências Biológicas, Agronomia, Geografia, Geologia e Direito bem como será útil para empresas de consultorias/assessorias relacionadas ao meio ambiente em organizações que possuam de forma integral ou em parte do seu escopo/etapa de trabalho a área ambiental, incluindo tanto o setor privado ou público.

*Rafael Barros e João Cláudio Viana são coordenadores do curso de Meio Ambiente para Gestão Pública e Empresarial da Faculdade Inspirar.

Posts relacionados

Deixe um comentário