Tudo que você precisa saber sobre especialização!

17 minutos para ler

Com a alta competitividade, os profissionais costumam procurar meios de se destacar no trabalho, e um deles é por meio da especialização. Essa certificação fornece mais conhecimento e credibilidade na área da atuação, revelando-se como uma potencial porta de entrada para novas e boas oportunidades de emprego.

Antes de dar esse passo e continuar os estudos, é necessário levar em conta diversos fatores, como a elaboração de um planejamento financeiro, a escolha da modalidade de pós-graduação e como incluí-la em uma rotina atarefada.

Criamos este guia para ajudar você a ingressar em uma especialização e se tornar um profissional ainda mais qualificado. Acompanhe!

Quais são os tipos de pós-graduação?

Para a graduação, existem diferentes possibilidades, como o bacharelado e a licenciatura. Na pós-graduação o estudante também se depara com duas principais opções, que são o lato sensu e o stricto sensu.

Lato sensu

Os programas lato sensu, cujo termo significa “em sentido amplo”, têm carga horária mínima de 360 horas, cuja duração ao total é de cerca de um ano e meio, voltando-se para as especializações e os cursos de MBA (Master of Business Administration).

Esse tipo de pós-graduação é indicado para profissionais que desejam se aperfeiçoar no ramo de atuação, desenvolvendo novas habilidades para conseguir mais destaque no mercado de trabalho. Ao final do curso, o aluno recebe um certificado de conclusão ao produzir o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Stricto sensu

O nome dessa modalidade de pós-graduação significa “em sentido específico”. O foco profissional que cursa esse tipo de especialização é seguir carreira acadêmica e científica, tornando-se pesquisador ou professor. 

A primeira etapa das pós stricto sensu é o mestrado, que dura cerca de 2 anos e o aluno deve entregar uma dissertação para concluir o curso. O doutorado é a segunda etapa, cuja duração é de 4 anos, sendo necessário entregar uma tese no final.

Para entrar em uma pós-graduação dessa modalidade, o candidato deve atender às exigências da instituição de ensino, participando também de um processo seletivo.

Como a especialização gera retorno para a carreira na saúde?

Por ser um investimento pessoal e financeiro, é importante ter certeza de que a especialização será uma boa estratégia como parte da jornada profissional. Listamos algumas vantagens proporcionadas por esse tipo de pós-graduação. Confira!

Amplia o círculo de contatos

O famoso networking não deve ser ignorado pelos profissionais, mas frequentemente trabalhado e ampliado. Para isso, fazer uma especialização é um importante meio de conhecer pessoas novas e estar em contato com colegas de profissão.

Isso é importante não apenas para conseguir indicações para vagas de emprego ou eventos relevantes na área de atuação, mas para que ambas as partes consigam se ajudar mutuamente e construam um relacionamento sólido.

O ambiente da pós é muito propício à interação, então durante as aulas e até mesmo depois, é possível conversar com pessoas que apresentam interesses em comum. Além disso, pode existir a possibilidade de entrar em grupos de estudo e conhecer professores que sejam profissionais experientes no ramo.

Abre o leque de possibilidades de atuação

Após alguns anos atuando na mesma área, o trabalho pode começar a ficar repetitivo e menos desafiador, então começa a crescer a vontade de expandir os horizontes em busca de novas experiências. Com a especialização isso é algo possível.

Esse é o ambiente que propicia o redirecionamento profissional, permitindo que você possa pensar em conquistar novas funções, atividades e, inclusive, um emprego em outra empresa.

Dessa forma, a pós-graduação funciona como uma espécie de atalho entre o profissional e as possibilidades de atuação que ele pode seguir após a conclusão do curso.

Atualiza o conhecimento

Como o mundo está em profunda e constante transformação, é importante se atualizar sobre as mudanças que ocorrem. 

Atualmente, sabemos que a tecnologia está se expandindo e se instalando em diversas áreas, como na saúde. Logo, é importante saber quais são os impactos proporcionados por ela. Se forem positivos, é necessário saber como utilizar os aparatos tecnológicos no dia a dia do trabalho. Por isso, ficar na zona de conforto não é uma opção recomendada para quem deseja alçar voos mais altos na profissão.

Com a especialização, os alunos se deparam com esse tipo de informação, o que possibilita a ampliação e a atualização dos conhecimentos — isso auxilia no aperfeiçoamento do trabalho e na adaptação do profissional com as tendências atuais.

Valoriza o currículo

Muitas empresas enxergam a graduação como o curso mínimo que o profissional precisa para trabalhar nesses locais. Portanto, a pós se mostra como um upgrade fundamental para os recrutadores que buscam pessoas bem qualificadas.

Isso acontece porque a especialização atesta que o profissional estudou e se aprofundou naquela área de saber, promovendo mais credibilidade ao currículo. Em vagas direcionadas a um conhecimento específico, quem tem uma pós-graduação no ramo acaba saindo na frente.

O certificado abre novas e melhores possibilidades de emprego diante do atual cenário do mercado de trabalho bem acirrado.

Possibilita a ascensão profissional

Pessoas ambiciosas não desejam ficar na mesma posição dentro da empresa para sempre, então precisam buscar um meio de ascender profissionalmente — o que é perfeitamente possível com a especialização.

Ela permite que o profissional se atualize, aprofunde os conhecimentos em uma área específica e fique por dentro das tendências atuais do mercado, o que facilita a caminhada até o topo da hierarquia em estabelecimentos médicos.

Além disso, é importante lembrar que existem cargos, principalmente em postos de saúde, que só podem ser ocupados por pessoas que fizeram determinada especialização. Dessa forma, o curso ainda se apresenta como um pré-requisito para a vaga.

Promove mais confiança no trabalho

Quanto mais conhecimento um profissional tem, maiores são as suas responsabilidades. Sendo assim, alguém especializado demonstra esse perfil responsável, o que gera mais confiança entre ele e os pacientes.

Aliás, até mesmo colegas de profissão e os seus superiores passam a confiar mais nesse profissional. Isso acontece porque a pós ajuda não apenas na promoção da credibilidade, mas na autoconfiança — e essa característica é percebida e assimilada pelos demais.

Para atuar na área da saúde, o profissional — que lida a todo tempo com a vida humana — precisa ter confiança e transmitir isso às pessoas, proporcionando a segurança necessária para controlar situações adversas e tomar decisões de forma rápida e eficiente.

Oferece mais chances de aumentar a remuneração

Investir na especialização é uma possibilidade de aumentar a sua renda mensal, afinal, profissionais mais bem qualificados costumam receber mais em empresas que valorizam esse tipo de capacitação.

Além disso, caso esteja em uma instituição que não oferece salários compatíveis com o grau de formação, é possível trocar de emprego e trabalhar em um local que valorize o profissional nesse sentido. Com uma especialização em mãos, não vão faltar oportunidades de emprego que estejam de acordo com os objetivos do profissional da saúde.

Isso acontece porque, por meio desse certificado, o profissional consegue comprovar a sua capacidade de exercer tarefas que exigem mais responsabilidade, unindo competência e habilidade — sendo capaz de trabalhar em um local que ofereça um salário compatível com a sua atuação.

Como incluir a especialização na sua rotina?

À primeira vista, para quem já tem um emprego, é quase impossível trabalhar e estudar sem que uma área prejudique a outra. Saiba que isso é algo possível de ser feito: basta ter planejamento e organização para não se enrolar.

É importante destacar que fazer essa conciliação não é uma tarefa fácil, por isso é preciso se preparar para encarar esse desafio. Listamos abaixo algumas dicas que devem ser adotadas para incluir a especialização na sua rotina. Acompanhe!

Crie estratégias para o gerenciamento de tempo

Quem tem muitas tarefas durante o dia precisa se organizar para gerenciar melhor o próprio tempo — só assim é possível criar uma rotina para trabalhar estudar. Se você já sabe que vai dar plantão de 24 horas em um dia e no outro vai ficar de folga, utilize esse tempo para estudar o conteúdo da pós. Se trabalha 8 horas por dia, reserve um momento antes ou depois do expediente para revisar as disciplinas.

Com isso, é fundamental utilizar o tempo livre para focar nos estudos da especialização. O mais indicado, portanto, é estabelecer um cronograma para estudar de acordo com a sua realidade.

Além disso, não esqueça que, caso tenha aulas em dias fixos na semana, converse com o seu chefe para ver a possibilidade de sair mais cedo ou entrar mais tarde e depois compensar as horas restantes, caso isso seja necessário.

Encontre um local de estudos ideal

Com a rotina bem corrida, parece muito mais prático estudar quando o trabalho está morno ou no ônibus ao voltar para casa, não é mesmo? O problema de fazer isso é que a mente não fica muito focada na tarefa, então o conteúdo pode não ser absorvido da forma como deveria. Transportes coletivos e ambientes de trabalho cheios de pessoas não costumam ser os lugares mais silenciosos do mundo.

O ideal é encontrar um local propício para os estudos. Você pode, por exemplo, usar um espaço tranquilo da sua casa, com uma mesa e longe de aparelhos eletrônicos, e avisar às pessoas que está estudando e não deseja ser interrompido.

Uma opção é ir para uma sala no trabalho que não esteja sendo utilizada no momento. Assim, veja com o seu chefe se antes ou depois do seu horário de trabalho é permitido usá-la para esse fim. Se preferir, reserve um tempo no horário do almoço para estudar.

Mantenha o diálogo com os seus superiores

Nas duas dicas acima, você percebeu que, em algum momento, pode ser vantajoso conversar com os seus superiores para facilitar essa conciliação entre trabalho e estudo. No entanto, é importante destacar que parte do processo de se preparar para estudar e trabalhar é falar anteriormente com o seu chefe.

É interessante que os supervisores vejam que você está buscando aprimoramento profissional, visto que essa é uma característica valorizada por quem está em um patamar acima na hierarquia. Além disso, existe a possibilidade de, eventualmente, você precisar de um dia de folga para fazer o TCC.

Converse com o seu chefe e veja se ele apoia a sua decisão. Isso pode ajudar você durante a jornada de estudos.

Controle o uso de redes sociais

Você se promete ficar apenas 5 minutinhos no Facebook e, quando vai ver, já se passou uma hora: essa situação é familiar? Então saiba que ela deve parar de fazer parte da sua rotina, pois as redes sociais podem ser boas distrações, mas precisam ser utilizadas com cautela.

O dia a dia de quem estuda e trabalha é bastante atribulado, então qualquer tempo perdido com as mídias sociais conta (e muito) no final. Para ajudar você a controlar o tempo utilizando as redes, existem aplicativos que monitoram o acesso diário, estabelecendo um limite.

Dessa forma, você corre menos o risco de ficar desconcentrado e, com isso, atrapalhar a sua produtividade. Não deixe que aquela olhadinha no feed do Instagram faça você perder horas de estudos que seriam fundamentais para o seu desempenho na especialização.

Cuide da sua saúde

Não existem desculpas para não cuidar adequadamente da sua saúde, pois ela precisa ser prioridade na sua vida. No entanto, sabemos que, com uma rotina bem atribulada, parece ainda mais difícil organizar um tempo para se alimentar corretamente e fazer exercícios físicos.

Ao estabelecer horários para acordar, dormir, comer e se exercitar, as chances de você sofrer com estresse e cansaço diminuem — esses dois problemas atrapalham o desempenho tanto no trabalho quanto nos estudos.

Priorize uma alimentação saudável e boas noites de sono, faça exercícios sempre que possível e tente manter uma rotina saudável. Assim, você consegue ter mais energia e disposição para enfrentar as tarefas do dia a dia.

Saiba dizer “não”

Lembra quando dissemos que estudar e trabalhar não seria fácil? Isso significa que você precisa abdicar de alguns eventos para se dedicar aos estudos no tempo livre. Claro que é fundamental ter momentos de lazer, mas eles não podem ser exagerados e atrapalhar o seu rendimento acadêmico.

É importante saber recusar convites, por mais interessantes que eles possam ser — caso você entenda que aceitá-los vai afetar a sua especialização naquele momento. Logo, é necessário eleger as prioridades durante essa fase.

Abrir mão de algumas coisas pode ser difícil no início, mas será recompensador perceber que o seu esforço rendeu frutos. Então, sempre que perceber que aceitar um convite vai prejudicar a sua vida acadêmica, não o faça.

Respeite os seus limites

Como não somos máquinas, não podemos agir como uma. Portanto, ainda que fazer a especialização seja o seu objetivo, é importante saber balancear o papel que ela tem e não fazer o seu mundo girar em torno desse aspecto da sua vida.

Isso pode ser altamente nocivo para a saúde mental, já que o emprego também é capaz de desgastar emocionalmente. Sendo assim, o trabalho e o estudo podem afetar ainda mais o seu bem-estar se não forem administrados de maneira saudável.

Entenda que nem sempre será possível dar conta de tudo, então é importante pedir ajuda de pessoas confiáveis, seja no trabalho, seja na especialização. A sua saúde (física e mental) não deve ser prejudicada por causa da sua rotina corrida.

Qual é a importância do planejamento financeiro?

Além do medo de conciliar trabalho e estudo, outro fator que frequentemente desestimula as pessoas a fazerem uma pós-graduação é o valor a ser investido. Como não é algo tão barato, muitos acreditam que não é possível concretizar esse objetivo.

Saiba que essa é uma crença que precisa ser desconstruída, já que não é necessário ser rico para fazer uma especialização. Com um bom planejamento financeiro você consegue acumular a quantia necessária para voltar a estudar.

Se ainda não tem dinheiro suficiente para isso, o primeiro passo é começar a economizar. Roupas todo mês, saídas com a família todos os finais de semanas, presentes para os filhos frequentemente? Esqueça isso ou, pelo menos, saiba economizar nesse processo.

Você pode começar a fazer passeios gratuitos — em parques, por exemplo — e produzir alguns brinquedos em casa com as crianças. Certamente elas vão se divertir!

Lembre-se também de anotar os gastos fixos da família e o dinheiro que entra, contando com a renda de todos que trabalham. Assim, você consegue ter uma noção melhor de quanto pode economizar mensalmente. Além disso, veja quais são os gastos supérfluos e evite repeti-los no próximo mês.

Essas informações vão permitir um panorama real da sua situação financeira, e você vai poder calcular em quanto tempo vai ter o dinheiro necessário para fazer a matrícula na pós-graduação.

Outra dica importante é quitar as dívidas, caso existam, e não arranjar novas. Você quer guardar dinheiro, e não gastá-lo, então não deve assumir nenhum compromisso financeiro que prejudique o seu objetivo principal. Caso essa seja uma etapa complicada, pense em reduzir o limite de cartão de crédito ou até mesmo cortá-lo.

Entenda que todos esses passos vão ajudar você a ter uma especialização, então lembre-se do seu foco em momentos difíceis. Pense em como os estudos vão impactar positivamente na sua vida, possibilitando melhores oportunidades de emprego e melhor atuação como profissional. Isso significa que esse investimento inicial vai gerar um grande retorno no futuro. Foque nisso!

Por que escolher uma instituição de ensino de boa qualidade?

Vamos supor que você já sabe qual curso deseja e já tem o valor necessário para fazer a especialização. Então, o próximo passo é escolher a instituição de ensino. A partir disso, você começa a pesquisar e descobre algumas faculdades que nunca ouviu falar — não sabe quem são os professores ou como é a estrutura do local —, mas que apresentam descontos incríveis na matrícula e nas mensalidades.

O que você faz nesse momento? Se a resposta for “eu me matriculo”, saiba que essa opção não é muito indicada, pois não é apenas o preço que deve entrar como critério.

Antes de qualquer coisa, é preciso analisar o corpo docente. Verifique se os professores têm alto nível de formação, com mestrado e/ou doutorado, e se apresentam pesquisas relevantes na área de atuação. 

Outro ponto importante é a infraestrutura. Atualmente, as instituições disponibilizam fotografias de todas as salas, desde bibliotecas até as salas de aula. Para pessoas que trabalham na área da saúde, por exemplo, e buscam uma pós-graduação, é fundamental observar como é a estrutura dos laboratórios e perceber se eles têm equipamentos em boas condições, afinal, nas aulas práticas isso será fundamental. Se possível, melhor ainda é fazer uma visita ao local.

Também é preciso fazer uma pesquisa no site do e-MEC para descobrir se a instituição e o curso de pós-graduação que você deseja é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Saiba que, se você fizer toda a especialização em uma faculdade não reconhecida, a sua certificação não terá valor. Sendo assim, não caia nessa armadilha.

Se a instituição tiver autorização do MEC, você ainda pode conferir qual é a nota da faculdade e do curso, verificando a qualidade de ambos. Desse modo, é possível perceber se o local é bem avaliado e, consequentemente, se tem uma boa reputação.

Aliás, não esqueça de verificar se a faculdade também tem uma reputação de respeito no mercado de trabalho, já que isso tem certo peso na hora de conseguir um emprego. Instituições mal recomendadas podem, inclusive, prejudicar você na disputa por uma vaga.

Para não correr esse risco, saiba analisar esses critérios e escolher a faculdade que apresente todos eles. A Faculdade Inspirar é uma instituição de ensino parceira do aluno, atuando há 23 anos e apresentando tanto curso de graduação quanto de pós-graduação.

As aulas da pós-graduação geralmente acontecem nos finais de semana, então não vão atrapalhar a sua rotina de trabalho — lembrando que 80% dos cursos são destinados à área da saúde, como fisioterapia, educação física e enfermagem.

Por meio de um corpo docente qualificado, infraestrutura de ponta e cursos diferenciados em 18 estados do Brasil, a Faculdade Inspirar consegue oferecer uma experiência excelente aos alunos que estão na especialização e desejam se tornar profissionais ainda mais competentes.

Gostou de saber um pouco mais sobre o assunto? Então assine a nossa newsletter e receba outros conteúdos como este diretamente na sua caixa de e-mails!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.